Bio


Formada em Letras pela USP e Música na UNESP, Kika atua como cantora, compositora, arranjadora, produtora e educadora. Começou a estudar música no CORALUSP, participou do coral por 10 anos e tornou-se monitora de naipes e assistente do Coralusp Infantil. Também regeu corais na Casa das Rosas, no Projeto Guri e na Acepusp. Neste período integrou diversas bandas e até uma nova formação dos “Secos e Molhados”. Em 1998 criou o grupo vocal feminino “Trilha” que gravou dois EPs com arranjos vocais para clássicos da MPB, ambos produzidos por Alberto Ranelucci. 
Paralelamente aos estudos de música trabalhou com produção executiva de shows  e gravações na casa de espetáculos “TOM BRASIL” e no “Estúdio TOM BRASIL”. Percorreu todas as capitais brasileiras como produtora do “Circuito Cultural Banco do Brasil” e em seguida assumiu a produção exclusiva do músico Yamandu Costa. Produziu diversos festivais de cinema e atuou como programadora da “Sala Sony de Multimídia” no Museu da Imagem e do som (MIS).
Compôs trilhas sonoras para peças de teatro, como o infantil “A Viagem de Ultra-Violeta” e a premiada adaptação de Milena Filó para Henrik Ibsen: “Teatro de Bonecas”. Cantou nos filmes “Patmos”, “A Armada” e “A menina, o espantalho e o Curupira”, de Ric Oliveira.

Ao lado de Décio7, Cris Scabello e Marcelo Dworecki iniciou o projeto de dub e afrobeat “Argamassa” em 2007 que marcou a definição da sua linguagem e a temática de suas composições. Seu primeiro álbum, “Pra Viagem”, foi lançado em vinil de 10 polegadas e frequentou listas entre os melhores discos de 2012. Seu show de estreia foi selecionado pela Mostra Prata da Casa e pelo projeto “Levada – Oi Futuro Ipanema”. Kika foi homenageada pela rádio carioca MPB FM e recebeu espaço nos maiores jornais e revistas do país, além de gravar consagrados programas de TV, como Ensaio, Móbile e Cultura Livre.

Autora de temas com Bruno Morais, Pipo Pegoraro, Tika, Felipe Antunes e com a banda Bixiga70, cantou e criou coros em mais de 20 álbuns de música popular brasileira contemporânea. Convidada pelo músico Venezuelano Alex Figueira participou de uma turnê em 7 festivais na Europa, entre Holanda, Alemanha, Inglaterra e Portugal.
Em 2013 integrou o projeto “Afrosampa” ao lado de Criolo, Kiko Dinucci, Juçara Marçal, Décio7 e Guilherme Held em homenagem a Vinícius de Moraes e Baden Powel. Com Victor Rice, Guilherme Held e Mariana Rillo, criou o coletivo audiovisual “Dub Hearts Club Band”, interpretando em linguagem reggae o álbum mais famoso dos Beatles. Em 2016 estreou com Tika, João Leão e Igor Caracas o projeto “Passarim”, uma releitura original em homenagem aos 30 anos do disco de ouro de Tom Jobim.


Com a parceira Tika lança em 2019 o Single “Onda de Amor”, fruto do processo de criação da "Temporada Colar" realizada no Teatro do Centro da Terra sob curadoria e direção artística d Alexandre Matias. Integra alguns núcleos da cena contemporânea, como a “Orquestra Raiz”, "Orquestra do Corpo" e "Vitoriano e Seu Conjunto”. Atua como cantora e tecladista na banda de Felipe Antunes, com quem gravou recentemente o álbum “Visão Noturna”, contemplado pelo projeto NATURA MUSICAL 2018. 

Postagens mais visitadas

Imagem
Imagem